Existe relação entre a libido das mulheres e obesidade?

Talvez você tenha respondido que sim, por relacionar a obesidade à possibilidade de a mulher ficar mais retraída por não estar com o corpo que gostaria. Mas eu vou dizer que sim por outro motivo, porque vou te explicar cientificamente porque existe essa relação. Quando você aumenta o tecido adiposo visceral, da barriga, aquela banha da circunferência abdominal, assim como a gordura de todo o corpo, há o aumento de um transportador hormonal chamado SHBG.

Você sabe o que é SHBG? É a sigla da globulina, transportador de hormônio sexual, ela ajuda no controle da quantidade de hormônios sexuais disponíveis para o corpo. A maioria das pessoas obesas, independente do sexo, têm excesso de SHBG, e esse hormônio transportador, faz o aprisionamento, o sequestro da testosterona. Então, não é um problema de produção de testosterona, é a testosterona aprisionada por um outro hormônio chamado HSBG.

Mulher Obesa

 

Por isso, eu faço todos os dias, por isso, eu doso o SHBG dos meus pacientes todos os dias, aqui no meu consultório. Por isso, se você, mulher, está acima do peso, e sente que teve uma redução no desejo sexual, está na hora de fazer a medição do SHBG e procurar ajuda profissional para iniciar o processo saudável de emagrecimento.

Conhece alguém que passa por essa dificuldade, compartilha esse post. Nós do Instituto Abinader podemos ajudar.

Por Dr. Abinader

Especialista em análise hormonal e um dos fundadores do Instituto, o Diretor Clínico e Científico Dr Abinader é médico formado pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Membership da Academia Americana Anti-Aging A4M, com residência em cirurgia no Hospital Universitário Getúlio Vargas. Ele possui pós graduação em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia – ABRAN. Além disso, Dr Abinader é professor da Academia Longevidade Saudável – Italo Rachid e palestrante de Bioquímica e Fisiologia Hormonal.

Compartilhar:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em

Publicações relacionadas